Polícia investiga assassinato de jovem no bairro Joanópolis

A Polícia Civil já deu início às investigações de mais um homicídio ocorrido em Muriaé. Na tarde de segunda (11), Romário Pereira Marinho, de 24 anos, foi morto a tiros em um bar, na Avenida Antônio Tureta, bairro Joanópolis. Informações iniciais coletadas pela Polícia Militar davam conta de uma suposta troca de tiros no local. Romário estaria no bar acompanhado por outro homem, quando um terceiro chegou e iniciou os disparos. Continue lendo

Morte no José Cirilo

Homem é morto a tiros no bairro José Cirilo; PC investiga

Local onde Adilson foi morto, na subida para o Residencial Dornelas II

Um homem de 34 anos morreu após ser atingido por pelo menos seis tiros, na madrugada desta quarta-feira (20), no bairro José Cirilo. Adilson da Silva Valentim, conhecido como “Adilson cabeludo”, foi abordado por dois homens na Avenida Serafim Augustini de Freitas. Os autores desceram do veículo e dispararam várias vezes à queima roupa. Adilson morreu no local e os homens fugiram.

Um dos militares a atender a ocorrência, o sargento Ronaldo disse, em entrevista à Rádio Muriaé, “que Adilson tinha diversas passagens pela polícia, por ameaça e lesão corporal, e que um homem que possuía vinculo familiar com ele foi apontado como um dos supostos autores do crime”.

O corpo de Adilson foi liberado ao Instituto Médico Legal após a perícia da Polícia Civil, que encontrou uma faca em seu poder. A PC já assumiu a investigação deste que é o sexto homicídio do ano na cidade.

Caso Marcelo: família do taxista quer pena máxima para criminosos

Corpo do taxista foi encontrado no dia 9 de novembro de 2018

Aconteceu no início desta semana, em Muriaé, a audiência de instrução do crime que resultou na morte do taxista Marcelo José da Silva, de 32 anos, em novembro do ano passado. A audiência aconteceu a portas fechadas no Fórum Tabelião Pacheco de Medeiros, com a presença apenas dos três acusados, advogados, Ministério Público, testemunhas e da juíza titular da Vara Criminal da Comarca de Muriaé, Michele Felipe Camarinha de Almeida. Continue lendo

Homem acusado de homicídio é preso com drogas no Cerâmica

www.silvanalves.com.br
www.silvanalves.com.br

A Polícia Militar de Muriaé recebeu, na terça-feira (27), informações de que um indivíduo apontado como autor de um homicídio consumado ocorrido no bairro São Gotardo, estaria se escondendo na Rua Djair Dias de Carvalho, no Bairro Cerâmica, e praticando de tráfico de drogas.

Os policiais seguiram até o ao local apontado e, inicialmente, identificaram cinco indivíduos no terraço do imóvel. Entre eles, encontrava-se o suspeito de homicídio, que exalava um forte odor de maconha. O imóvel foi cercado diante da movimentação suspeita.

O suspeito de homicídio, de 21 anos de idade, acessou uma abertura entre a casa que se encontrava e o imóvel ao lado, vindo a colocar uma pequena caixa numa calha. Dentro da caixa havia oito munições calibre 38, dezoito pedras de substância que parecia ser crack e vários sacos plásticos utilizados para embalar drogas. Imediatamente foi efetuada a prisão do suspeito de homicídio.

No interior no terraço do imóvel havia uma balança, um aparelho celular e uma pequena porção de maconha, na qual os envolvidos assumiram que seria para o uso. Como foi flagrado, o suspeito de homicídio assumiu a posse de tais materiais, tendo sido informado que a maconha seria para o uso dos demais envolvidos.

Corpo que estava desaparecido há três dias é encontrado no Rio Muriaé

Após três dias de buscas pelo Rio Muriaé, o Corpo de Bombeiros localizou o corpo de Aloísio Fernando Sergio, de 32 anos, morador do bairro Bom Pastor,  na tarde de quinta-feira (22).

Na quarta-feira (21), o Corpo de Bombeiros realizava as buscas com o uso de um pequeno bote. Segundo os militares, no local ao menos duas pessoas relataram ter visto um homem desaparecer nas águas do rio após pular da ponte do Santana, na terça-feira (20).

Na quarta-feira (21), o Corpo de Bombeiros, com o uso de um pequeno bote, realizava buscas às margens do Rio Muriaé

Créditos: Corpo de Bombeiros de Muriaé

Acidente fatal próximo à AABB

Um grave acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira (14). Um Corsa sedan e um caminhão chocaram-se frontalmente, próximo ao trevo da AABB, na BR-356. A vítimas fatais são: o motorista do Corsa, Vivaldi Rodrigues de Almeida, de 73 anos e sua mãe, Maria Martins de Almeida, que completava 94 anos hoje (14). Os dois ficaram presos às ferragens e acabaram falecendo no local.

Segundo as primeiras informações, o condutor do carro teria passado mal ao volante, vindo a se deslocar para a pista contrária, batendo frontalmente com caminhão. O motorista do caminhão não sofreu ferimentos.

Taxistas clamam por segurança, justiça e paz

Os taxistas de Muriaé convidam os motoristas da cidade para que juntos, peçam por segurança, justiça e paz. O movimento, em homenagem ao taxista assassinado, Marcelo José da Silva, começa nesta segunda-feira (12), às 14h, no Cristo Redentor.

Relembre o caso – O carro do taxista, Marcelo José da Silva, de 32 anos, estava desaparecido desde a noite de quinta-feira (8). Segundo informações, por volta das 18h20, o motorista saiu de seu ponto, no Terminal Rodoviário, para atender a um chamado, e não foi mais visto.

O carro de Marcelo foi encontrado na manhã de sexta-feira (9), no distrito de Macuco. Após um período de buscas, a Polícia Civil localizou, ainda na tarde de sexta-feira, os três jovens, que confessaram ter assassinado Marcelo.

O corpo de Marcelo foi localizado em uma estrada de terra, entre o Bairro União e o clube Via Park, na zona rural de Muriaé. O taxista foi morto de forma cruel após ter sido amarrado e golpeado com o uso de uma faca e uma pedra, segundo depoimento dos autores. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de latrocínio (roubo seguido de morte).

Taxistas auxiliam na busca pelo colega, na manhã de sexta-feira (9)
O carro de Marcelo é encontrado no distrito de Macuco

O taxista, Marcelo José da Silva, de 32 anos, foi assassinado de forma cruel

Crédito foto: leitor do jornal A Notícia

Assassinato no Dornelas

O 8º homicídio de 2018, em Muriaé, aconteceu no início da noite de terça-feira (6), no Bairro Dornelas. Vitor Leonel Leite, de 50 anos, foi morto a tiros na Avenida Dante Bruno.

A vítima, que voltava do trabalho e morava na região, foi atendida na ainda calçada pela equipe do SAMU e do Corpo de Bombeiros, mas não resistiu e faleceu no local.

De acordo com a Polícia Militar, um homem, em uma caminhonete vermelha, teria atirado e seguido sentido o Bairro Cardoso de Melo e o distrito de Vermelho.

Posteriormente, a caminhonete vermelha foi encontrada no Bairro Napoleão, o suspeito do crime foi identificado e, até o fechamento desta edição, é considerado, pela Polícia Civil, como foragido. Segundo familiares de Vitor, o motivo do crime estaria relacionado a um desacerto referente a um terreno que a vítima comprou do suposto atirador.

O caso será investigado pela Delegacia Regional da Polícia Civil (4ª DRPC).

Créditos: www.silvanalves.com.br