-

Escritores da AMLE são homenageados em noite solene

A Medalha Itabajara Catta Preta, criada pela prefeitura de Muriaé por meio da Fundarte, foi entregue para dois escritores nesta quarta-feira (25), na Biblioteca Vivaldi Wenceslau Moreira. A solenidade foi uma forma de homenagear e reconhecer o trabalho de pessoas que contribuem para o desenvolvimento da cultura na cidade.

Itabajara Catta Preta é o principal responsável pela criação da Biblioteca Municipal de Muriaé, em 1940. Desde a adolescência, já escrevia poemas e poesias e, aos 18 anos, publicou o seu primeiro livro “Flor da Idade (1941). A medalha de honra ao mérito, que levará o seu nome, foi entregue para Andréa do Valle e Luiz Gonzaga, membros da Academia Muriaeense de Letras (AMLE).

Andréa do Valle é professora, contadora de histórias e atriz. Autora de sete livros, gosta de abordar em seus escritos gente, bichos, natureza, a simplicidade de ser feliz, amizade, amor, borboletas e flores.

“Estou muito feliz e orgulhosa por estar recebendo esta homenagem justamente hoje, no Dia do Escritor. Aproveito para deixar uma mensagem para todos aqueles que desejam seguir esta carreira magnífica: espalhem palavras de otimismo e acreditem sempre, pois a palavra pode transformar o mundo”, conta.

O segundo homenageado, Luiz Gonzaga da Silva, é professor de literatura da Faculdade de Filosofia, Ciências e Letras Santa Marcelina (FAFISM), escritor de livros, poesias e artigos para os jornais da cidade, assim como fundador da Academia Muriaeense de Letras.

“É uma honra poder contribuir com o trabalho cultural que é desenvolvido na comunidade e ser reconhecido pelo Poder Público, com toda a certeza é um incentivo muito grande para a minha carreira”, diz.

Flávia de Melo Neves, diretora geral da Fundarte, disse que esta homenagem foi uma iniciativa dos membros da Biblioteca. “Foi uma satisfação muito grande poder homenagear, no Dia do Escritor, dois grandes nomes de nossa cidade. Particularmente, fiquei muito emocionada, pois Luiz Gonzaga foi meu professor há alguns anos, na Escola São Paulo, e foi com ele que aprendi a ter gosto pela literatura brasileira e pela poesia. Já Andréa do Valle é uma escritora que passa por diversas facetas da arte e possui um cuidado visual valorizado na literatura infantil, além de ser uma excelente atriz, com experiências no cinema e no teatro”, conta.

Marília Marlene Torres Neves, vice-presidente da AMLE, disse que tanto para a Academia quanto para os muriaeenses esta homenagem foi muito importante. “Luiz e Andréa representam muito bem os escritores de nossa cidade. Esta iniciativa da prefeitura e da Fundarte é um marco na história da cultura do nosso município. É muito importante prestigiar aquele que coloca o seu saber à disposição de todos. Aproveito para cumprimentar todos da prefeitura e da Fundarte por esta iniciativa de criar esta medalha que leva o nome de um desbravador da cultura de Muriaé. Os nomes escolhidos não poderiam ser melhores para iniciar esta premiação”, conta.

Reginaldo Roriz, secretário municipal de Governo, disse que a homenagem é uma forma de incentivo no surgimento de novos escritores na cidade. “Além disso, é uma solenidade que lembra o nome de um homem que contribuiu muito não só com a literatura, mas também com a comunicação e o jornalismo na cidade. Espero que as próximas gerações possam perpetuar a arte da literatura no município e sejam inspiradas por estes dois grandes nomes que foram homenageados nesta noite cultural”, conta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *