PRF lança operação contra acidentes do Natal ao carnaval nas BRs

Operação Rodovida é realizada em todo o país e termina em 10 de março. Agentes reforçam fiscalização contra infrações e acidentes nas rodovias federais

Começou no dia 14 de dezembro e vai até 10 de março de 2019 a Operação Integrada Rodovida, da Polícia Rodoviária Federal (PRF), para evitar acidentes e infrações de trânsito nas BRs mineiras. A operação cobre um período de férias e feriados prolongados, como o Natal, réveillon e o carnaval, quando há aumento no fluxo de veículos nas estradas.

A operação é comandada pelo Ministério da Segurança Pública e é realizada em todo o país desde 2011. Em Minas, a ação começou às 9h30 em Juatuba, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, com uma operação de combate às infrações de trânsito relacionadas ao excesso de velocidade.

“Além dessas infrações, o uso correto de equipamentos como cinto de segurança, cadeirinhas para crianças e capacetes também serão alvos da fiscalização do órgão, sendo fundamental para a redução dos traumas causados em acidentes, podendo até mesmo, evitá-los”, informa a Polícia Rodoviária Federal. “Além da fiscalização intensificada, atividades permanentes de educação para o trânsito serão desenvolvidas com foco nos comportamentos de risco para que a sensibilização produza mudança de comportamento e, consequentemente, um trânsito mais seguro”, detalha o órgão.

Veja as recomendações de segurança da PRF para uma viagem segura: 

Planejamento da viagem – O motorista deve se informar sobre as distâncias que percorrerá, condições do tempo, pontos de parada. Não deve esquecer de portar documentação pessoal e do veículo;

Revisão preventiva – Providenciar a checagem do automóvel mesmo para pequenas viagens. Pneus calibrados e em bom estado; motor revisado, com óleo e nível da água do radiador em dia. Não esquecer de verificar a presença e estado dos equipamentos de porte obrigatório, principalmente pneu estepe, macaco, triângulo e chave de roda, além dos limpadores de para-brisa e luzes do veículo;

Pausas para descanso – O condutor deve programar paradas a cada 3 horas. Quem se expõe a muitas horas dirigindo fica sujeito ao fenômeno da “hipnose rodoviária”, na qual se mantém de olhos abertos, mas sem percepção da realidade à sua volta. Ela vem acompanhada de sonolência, perda de reflexos e de força motora; Período noturno – Evitar circular à noite por conta do sono e da redução da visibilidade;

Previsão do tempo – Procurar se informar sobre as condições do tempo nos lugares por onde vai passar. O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) disponibiliza gratuitamente informações sobre o clima no endereço www.inmet.gov.br;

  • Sob neblina ou cerração, acenda as luzes de neblina, reduza a sua velocidade. Lembre-se de que nestas condições o pavimento fica úmido e escorregadio, reduzindo a aderência dos pneus;
  • Durante a chuva, ou com o asfalto molhado, o motorista deve diminuir a velocidade, aumentar a distância em relação ao veículo que trafega a sua frente. Assim, é possível evitar freadas bruscas que, nessas condições, elevam o risco de derrapagens e aquaplanagens;
  • As palhetas do limpador de para-brisa precisam estar em bom estado de conservação para que a chuva afete o mínimo possível a dirigibilidade do veículo.Os faróis devem estar sempre acesos.

Créditos: www.estadodeminas.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *